BYE BYE AFRICA: REFLEXÕES SOBRE OS PROCESSOS MIGRATORIOS NO CINEMA AFRICANO

Marco Aurélio Correa

Resumo


Neste texto será discutido como os processos migratórios aparecem no decorrer da cinematografia africana. Considerando a importancia de se pensar nos constantes fluxos migratórios que estão presentes desde a origem da civilização humana e como a necessidade migração afeta os cinemas africanos, tanto na sua produção como nas questões que aparecem em suas narrativas. Fazendo um breve panorama pela história do cinema no continente africano, desde o nascimento do cinema até as primeiras imagens, narrativas e sons criadas pelos africanos negros para contextualizar as migrações no continente. O filme Bye Bye Africa será o principal ponto de diálogo para refletir sobre como essas imagens sobre migração, exílio e regresso aparecem no cinema e como essas imagens criadas são importantes para o continente africano e a necessidade de lutar por melhores condições

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.