Processos de individuação no filme O ano passado em Marienbad

Cynthia Leticia Schneider, Eliane Schneider

Resumo


O artigo apresenta uma análise sobre o filme O ano passado em Marienbad (L’Année derniere à Marienbad), do diretor francês Alain Resnais, realizado em 1961. Entre os temas recorrentes nos filmes de Resnais estão o tempo e a memória. E esta foi uma das razões da seleção deste filme para uma análise de cunho junguiano. O objetivo deste trabalho é compreender como o filme aborda o processo de individuação dos personagens no filme O Ano passado em Marienbad, de acordo com as proposições de Carl G. Jung. Como objetivo específico está a investigação sobre como ocorre a exposição das seguintes cinco estruturas da personalidade no filme: a)ego, b)persona, c)anima e animus, d)sombra e e)self, que, segundo Jung, são essenciais no processo de individuação. A problematização deste trabalho, que organiza-se em torno do processo de individuação de 4 personagens, parte de uma proposta de análise fílmica focada nas trajetórias individuais, em sintonia com alguns elementos selecionados da linguagem fílmica, como o roteiro, a direção de fotografia, a direção de arte e a mise-en-scène.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.