O EFEITO 3D DO PERÍODO CONVERGENTE NA MISE-EN-SCÈNE DE HOUSE OF WAX

Priscilla Barbosa Durand

Resumo


O objetivo deste artigo é apontar o impacto estético do efeito 3D através da mise-en-scène de House Of Wax (1953) de Andre DeToth, filme do gênero de terror produzido no período convergente da história do cinema em 3D estereoscópico. Defende-se o pressuposto de que essa tecnologia tem o potencial de formar um campo de experimentações cinematográficas, contribuindo para a criação de novas linguagens e experiências estéticas discutindo suas características e sua potencialidade através do impacto da encenação. Conclui-se que o cinema é uma arte coletiva onde o artista lança mão dos meios tecnológicos que ele tem a disposição para os seus fins artísticos. O 3D é uma forma de arte que absorveu os novos dispositivos tecnológicos na criação artística.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.